Casa Cordis: Rua Marquês de Paranaguá, 351 - Belo Horizonte - MG
03125556455
contato@focalizacao.org

História da Focalização no Mundo

A partir de 1953 o Prof. Dr. Eugene Gendlin atuou na Universidade de Chicago onde pesquisou por 15 anos o que tornava a psicoterapia bem ou malsucedida. A conclusão foi que não é a técnica do terapeuta que determina o sucesso da psicoterapia, mas sim a maneira como o paciente se comporta e o que o paciente faz dentro de si durante as sessões de terapia.

Gendlin descobriu que em 100% dos casos, os pacientes bem-sucedidos se concentravam “intuitivamente” em suas experiências corporais, em uma consciência corporal interna muito “sutil e vaga” denominada “Felt-Sense” ou “Sentido Sentido” (tradução) que contém informações que, se integradas, possuem a chave para a resolução de problemas que o paciente está experimentando.

Para Gendlin o Senso Sentido (ou Felt Sense) é um conhecimento interno ou consciência que não foi conscientemente pensada ou verbalizada – como aquele “algo” é experimentado no corpo. Não é o mesmo que uma emoção. Esse sentimento corporal “algo” pode ser uma percepção de uma situação ou uma velha mágoa, talvez uma ideia ou insight. Crucial para o conceito, como definido por Gendlin, é que não é claro e vago, e é sempre mais do que qualquer tentativa de expressá-lo verbalmente.

De acordo com Gendlin, o processo de Focalização colabora para dar acesso e maior tangibilidade às sabedoras contidas nas experiências corporais. Para ajudar a sentir a forma do sentido e identificar com precisão o seu significado, o focalizador experimenta palavras que possam expressá-lo.

Gendlin observou clientes, escritores e pessoas na vida cotidiana voltando sua atenção para esse conhecimento ainda não articulado. Como uma experiência sentida formada, haveria longas pausas junto com sons como “uh ….” Uma vez que a pessoa tivesse identificado com precisão este senso sentido em palavras, novas palavras viriam e, por sua vez, novos insights sobre a situação. Haveria uma sensação de movimento sentido – uma “mudança sentida” – e a pessoa começaria a ser capaz de se mover além do local “preso”, tendo novos insights, e também, às vezes, indicações de medidas a serem tomadas.


Focalização no Mundo

A disseminação mundial do Focusing foi facilitada pelo The International Focusing Institute criado pelo Eugene Gendlin. Esta organização sem fins lucrativos define-se como “uma organização internacional transcultural dedicada a apoiar indivíduos e grupos em todo o mundo que estão praticando, ensinando e desenvolvendo a Focalização e sua filosofia subjacente.

(Clique na imagem para ter acesso ao site oficial)
WhatsApp Converse conosco por Whatsapp